Procurar
Feche esta caixa de pesquisa.

Você pode usar fertilizante orgânico para gramados?

Descubra se o fertilizante orgânico é a escolha certa para o seu gramado, oferecendo uma abordagem natural e ecológica para cuidar do gramado.

Índice

A maioria das pessoas é cética quando se trata de usar fertilizantes orgânicos em seus gramados. Eles acreditam que estes fertilizantes são mais apropriados para culturas agrícolas e podem não produzir os resultados desejados. Alguns até os confundem com o fedorento composto. Deixe seus mitos de lado.

A resposta certa para saber se você pode usar fertilizante orgânico em seu gramado está neste artigo. Ajudaremos você a entender o que são fertilizantes orgânicos, como funcionam e conhecer seus ingredientes. Isso deve lhe dar vários motivos para usá-los. 

Temos certeza que antes de terminarmos você já terá decidido um fertilizante orgânico para o seu gramado.

O que são fertilizantes orgânicos para gramado?

O que são fertilizantes orgânicos para gramado

Fertilizantes orgânicos para gramado são fertilizantes derivados de substâncias orgânicas naturais de plantas, animais ou peixes. Isso pode incluir esterco animal, alimentos compostados, cascas quebradas e muito mais. 

Sua composição os diferencia dos fertilizantes de base química. Estes últimos são carregados com elementos inorgânicos ou sintéticos preparados a partir de gás natural, gás nitrogênio ou fragmentos de rocha. 

Os fertilizantes orgânicos para gramados contêm três nutrientes principais, a saber, nitrogênio, potássio e fósforo, junto com alguns oligoelementos. Cada nutriente desempenha uma função específica no crescimento e desenvolvimento do seu gramado, tornando-o exuberante e verde. 

Como não são compostos de nenhum ingrediente potencialmente prejudicial, são seguros para uso em gramados.

Mas o que esses fertilizantes contêm?

Ingredientes em fertilizantes orgânicos

Os fertilizantes orgânicos estão disponíveis em várias formas com diferentes NPK proporções em cada um.

Estrume de vaca 

Os resíduos animais, como o esterco de vaca, são relativamente volumosos e contêm uma proporção decente de NPK. Mas observe que o estrume fresco contém muitos nutrientes e pode queimar as plantas; mesmo o estrume normal pode prejudicar a planta. Portanto, use esterco de vaca totalmente compostado com moderação. 

Conteúdo NPK: 0,5-0,5-0,5

Estrume de galinha ou aves

Este tipo de esterco contém mais azoto do que esterco de vaca. Portanto, deve ser aplicado como fertilizante orgânico para gramado de outono e irrigado imediatamente para que os nutrientes se dissolvam rapidamente. Ele funciona como um fertilizante orgânico para gramado que ajuda os organismos do solo a absorver os nutrientes de maneira eficaz. 

Conteúdo NPK: 5-3-2

Fundições de minhoca

Com uma proporção de NPK decente, as peças fundidas de minhoca são ideais para o cultivo de flores e hortas. Este fertilizante orgânico pode aumentar a disponibilidade de nutrientes no solo.

Conteúdo NPK: 2-1-1

Refeição de grãos de soja

Outro fertilizante com alto teor de nitrogênio, farelo de soja, contém baixas quantidades de potássio e fósforo. Libera nutrientes em velocidade moderada. No entanto, as condições de cultivo da sua área podem afetar a rapidez com que são absorvidos pelo solo. 

Conteúdo NPK: 7-2-0

Refeição de sangue

Uma refeição de sangue é preparado a partir do sangue em pó de gado abatido. Possui alto teor de nitrogênio, enquanto os outros dois nutrientes essenciais (potássio e fósforo) estão presentes em baixa concentração. É preciso ter cuidado ao aplicar farinha de sangue, pois ela é ácida e pode queimar as plantas se aplicada mais do que o necessário. A melhor hora para usá-lo é um pouco antes do plantio, ou você também pode usá-lo como tônico para plantas doentes. 

Conteúdo NPK: 12-1,5-0,5

Farinha de osso

Farinha de osso

Farinha de osso é a forma pulverizada dos ossos da vaca. É um fertilizante com alto teor de fósforo com uma boa quantidade de nitrogênio nele. Principalmente, é aplicado como corretivo de solo para plantas que são queimadas. A farinha de ossos é útil para árvores frutíferas, plantas com flores e bulbos, pois libera nutrientes em uma taxa moderada. 

Conteúdo NPK: 4-20-0

Farinha de penas

É um excelente fertilizante totalmente natural para gramado. Um fertilizante com alto teor de nitrogênio, a farinha de penas fornece nutrientes a uma taxa relativamente decente. Ao usá-lo, aplique-o imediatamente antes do plantio ou como fertilizante lateral durante todo o período de cultivo. Você também pode realizar um teste de solo antes de aplicá-lo para ter certeza dos requisitos de sua planta.

Conteúdo NPK: 12-0-0

Ave marinha Guano

Guano de aves marinhas vem de ilhas que recebem pouca chuva ou apresentam climas secos e áridos. Estas condições climáticas tornam o fertilizante capaz de reter grandes quantidades de nutrientes. Além dos três nutrientes, o guano das aves marinhas contém oligoelementos, incluindo cálcio. Não é à toa que é considerado o melhor fertilizante orgânico para gramados do mundo. 

Conteúdo NPK: 10-10-2

Emulsão de peixe

Perfeito para gramados, emulsão de peixe é preparado com peixe parcialmente decomposto. É rico em nitrogênio, mas carece de cálcio ou potássio. Mas é preciso ter cautela, pois é ácido e pode queimar as plantas. A melhor parte é que a emulsão de peixe é rapidamente absorvida e é benéfica para espécies de plantas que necessitam de nitrogênio imediatamente. Use-o no início da primavera para obter melhores resultados. 

Conteúdo NPK: 2-4-0 a 5-1-1

Fertilizante líquido de algas

Este fertilizante líquido orgânico para gramado funciona bem tanto para estações quentes quanto frias, grama, árvores, jardins e canteiros e vasos de plantas. Contém pequenas quantidades de nitrogênio, fósforo e potássio, bem como grandes quantidades de oligoelementos. Além disso, contém hormônios, que auxiliam no crescimento e proliferação das plantas. Você pode usá-lo como um pulverização foliar ou despeje-o ao redor das plantas para um crescimento ideal. 

Conteúdo NPK: 1-0.2-2

Outros ingredientes orgânicos

  • Algas marinhas – conteúdo NPK: 1,5-0,75-5
  • Uréia – conteúdo NPK: 46-0-0
  • Azomita – conteúdo NPK: 0-0-0,2
  • Recortes de grama – conteúdo NPK: 1-0-1,2
  • Resíduos e restos de alimentos – conteúdo NPK:
  • Farinha de marisco – teor de NPK: 3-3-0
  • Farinha de peixe – teor de NPK: 4-12-0
  • Morcego Guano – conteúdo NPK: 7-3-1
  • Areia verde – conteúdo NPK: 1-1-5
  • Fosfato de rocha – Conteúdo NPK: 0-3-0
  • Farinha de glúten de milho – Conteúdo NPK: 9-0-0

Prós e contras do uso de fertilizantes para gramado?

Como tudo mais, existem certas vantagens e desvantagens em usar fertilizantes para gramado

Prós 

Os fertilizantes orgânicos para gramados podem transformar seu solo em um refúgio rico em nutrientes para as plantas. Veja como:

Melhora a estrutura do solo

A matéria orgânica presente fertilizantes orgânicos faz com que as partículas do solo se aproximem e formem agregados de solo estáveis. Isto, por sua vez, reduz a compactação e melhora a aeração do solo, ajudando as plantas a reter umidade e nutrientes. 

Aumenta a atividade microbiana

O fertilizante orgânico para gramado é rico em matéria orgânica, que serve de alimento para os micróbios. Carbono é um nutriente essencial do fertilizante orgânico, junto com nitrogênio, fósforo e potássio. Os micróbios se nutrem e prosperam bem com grandes quantidades desses nutrientes no solo.

Ambiente amigável

O maior problema com os fertilizantes sintéticos é o escoamento de fertilizantes e os danos ao lençol freático e à vida aquática. A fertilização orgânica, por outro lado, diminui em grande medida esta possibilidade. Não só isto, mas também se descobriu que aumenta a biodiversidade em quase 30% em comparação com os fertilizantes sintéticos. 

Não há necessidade de pesticidas ou fertilizantes

Os fertilizantes orgânicos são fertilizantes de liberação lenta, o que significa que vão liberando nutrientes no solo aos poucos, atendendo às necessidades das plantas. Além disso, minimizam a necessidade de pesticidas e outros fertilizantes. 

Menor risco de danos

Os fertilizantes sintéticos às vezes podem danificar as folhas ou raízes da planta. Isto é altamente improvável com fertilizantes preparados organicamente.

Sem acúmulo de toxinas

Os fertilizantes preparados artificialmente liberam substâncias nocivas no solo, poluindo-o. Às vezes, eles também podem tornar o solo estéril. Porém, os fertilizantes orgânicos são preparados com ingredientes naturais e biodegradáveis e não liberam sais ou produtos químicos nocivos. 

Contras

contras do uso de fertilizantes para gramado 1

Os fertilizantes orgânicos para gramado podem deixar seu gramado com alguns efeitos prejudiciais se você ignorar os avisos listados abaixo. 

A qualidade do produto varia amplamente

A qualidade dos fertilizantes pode variar de um fabricante para outro. Portanto, para garantir que o solo do seu gramado receba a melhor nutrição, leia as análises de fertilizantes orgânicos antes de comprar. Além disso, verifique a reputação da empresa que o vende. 

Níveis complexos de nutrientes 

Os nutrientes presentes no fertilizante orgânico apresentam-se em forma complexa. Eles são feitos de vários átomos e moléculas interligados de maneiras específicas e, portanto, podem não estar prontamente disponíveis para as plantas. Para que possam ingerir os nutrientes, estes devem ser decompostos. 

Lento 

Como dito anteriormente, os fertilizantes orgânicos devem ser convertidos em formas mais simples no solo para que as plantas possam absorvê-los. Este processo pode levar vários meses com fertilizantes orgânicos e pode testar sua paciência. No entanto, também pode ser benéfico quando usado como fertilizante orgânico para gramados. 

Caro

Os fertilizantes orgânicos costumam ser mais caros do que os fertilizantes sintéticos. A razão está no método de preparação. Mas não se deve desanimar, pois o composto é um fertilizante orgânico de baixo custo e você pode encontrá-lo facilmente perto de você.

Estratégias de aplicação sazonal para fertilizantes orgânicos

Aplicação Primavera

A primavera é ideal para a aplicação de fertilizantes orgânicos com alto teor de nitrogênio para impulsionar o crescimento da grama após a dormência do inverno. À medida que as temperaturas aumentam e as chuvas aumentam, o nitrogênio apoia o desenvolvimento de novas folhas, garantindo um gramado verdejante.

Cuidados de verão

Durante os meses quentes de verão, concentre-se em fertilizantes orgânicos que equilibrem o potássio e o fósforo com menor teor de nitrogênio para evitar estimular excessivamente o gramado. Potássio fortalece a grama contra a seca e o estresse térmico.

Revitalização de Outono

O outono é fundamental para preparar o gramado para o inverno. Aplique um fertilizante orgânico rico em fósforo para promover um forte desenvolvimento das raízes e aumentar o armazenamento de nutrientes, garantindo que o seu gramado sobreviva aos meses mais frios.

Transição de sintético para orgânico

Comece a incorporar fertilizantes orgânicos em sua rotina, reduzindo lentamente a quantidade de produtos sintéticos. Esta transição gradual ajuda o seu relvado a ajustar-se sem comprometer a sua saúde, permitindo que o ecossistema do solo se adapte e prospere com insumos orgânicos.

Como funciona o fertilizante orgânico para gramado?

Os micróbios absorvem fertilizante orgânico para gramado. Após digerir a matéria orgânica, eles a devolvem ao solo na forma de nutrientes solúveis. As plantas então absorvem esses nutrientes essenciais.

No entanto, há uma desvantagem. O solo deve ter micróbios suficientes para absorver o fertilizante e torná-lo disponível para as plantas. Mas, na ausência ou baixa população destas criaturas microscópicas, os resultados podem levar algum tempo. Em alguns casos, pode até se tornar um jogo sem fim. 

Conclusão

Com as informações acima, temos certeza de que agora você sabe a resposta para a pergunta. Portanto, use fertilizante orgânico em seu gramado sem pensar duas vezes. No entanto, escolha um que atenda às suas necessidades de gramado. A lista acima deve ajudá-lo a tomar uma decisão sábia. Feliz cuidado do gramado!

Obtenha suporte hoje

Entre em contato com a HANS agora para qualquer suporte

Artigos Durados para Você

Campo de trigo dourado com sol brilhando representando o momento ideal para aplicação de nitrogênio ao trigo

Momento ideal para aplicação de nitrogênio no trigo

Aplique nitrogênio ao trigo durante os principais estágios de crescimento: extensão do caule e enchimento dos grãos no inverno, perfilhamento e extensão do caule na primavera.

Um belo campo gramado com um caminho que leva a um parque perfeito para um passeio tranquilo ou atividades ao ar livre

Quando fertilizar a grama de Santo Agostinho

Fertilize St. Augustine grass from March to May and June to August with nitrogen fertilizer. Mow at 2-3 inches, water 1 inch weekly.

Campo de milho com árvore no centro A imagem retrata um ambiente agrícola

Quanto fertilizante por acre para milho

Learn how to determine the right amount of fertilizer per acre for corn. Understand the nutrient needs, soil testing, and factors.

pt_PTPortuguese